Cooperação Descentralizada - Criar Redes, Reforçar Parcerias

|
O Projecto “Redes para o Desenvolvimento” arrancou excedendo as expectativas.

Neste momento são já catorze os municípios portugueses a trabalhar em rede com o objectivo de promover e estimular as tradicionais relações de geminações para intervenções de maior impacto no desenvolvimento dos países parceiros.
Amadora, Cascais, Faro, Grândola, Loures, Maia, Marinha Grande, Miranda do Corvo, Moita, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal e Setúbal, já aderiram ao projecto que pretende posicionar estas autoridades locais como efectivos agentes de cooperação para o desenvolvimento.

No âmbito do Projecto “Redes para o Desenvolvimento” realizou-se em Março, em Santiago de Compostela, uma reunião entre o IMVF e o Fundo Galego de Cooperação e Solidariedade, para a preparação de um plano de partilha de boas práticas.

Ainda no mês de Março, o IMVF reuniu também com as Câmaras Municipais de Grândola (dia 9) e da Moita (dia 16) numa actividade de envolvimento e sensibilização dos executivos e responsáveis dos Departamentos, obtendo esta acção forte receptividade por parte dos presentes. Esta iniciativa é financiada pela Comissão Europeia e executada em parceria pelo IMVF, as Câmaras Municipais de Loures e Marinha Grande, a ONG alemã FINEP e o Fundo Galego para a Cooperação e Solidariedade (Espanha).
Partilhar  Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter Partilhar no LinkedIn