Somos Glocais - Municípios RICD pela Agenda 2030

|

O trabalho que os municípios desenvolvem nas suas comunidades é essencial para alcançar o desenvolvimento sustentável.
 
No ano em que se comemoram 10 anos de Rede Intermunicipal de Cooperação para o Desenvolvimento (RICD), os municípios da Rede juntam-se para uma outra celebração chave: os 8 anos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Sendo esta uma agenda universal e integrada, e, portanto, presente no nosso dia-a-dia, teremos dois meses recheados de iniciativas emblemáticas em cada uma das localidades, e com incidência nos 17 Objetivos Globais.

De 1 de outubro a 30 de novembro, os 22 municípios RICD vão comemorar a Agenda 2030 com um conjunto de atividades e eventos abertos ao público, que vão desde workshops, debates a exposições, entre outros, reafirmando assim o seu compromisso para a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).
 
Esta iniciativa conjunta, intitulada “Somos Glocais - Municípios RICD pela Agenda 2030”, vem no seguimento de alguns outros marcos em 2023 que sublinham o compromisso da RICD para com os ODS: desde a adoção da Declaração política 'Rumo a 2030, ao Relatório Voluntário Nacional 2023 sobre a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável: Quais os Contributos dos Municípios'
 
Com apenas 7 anos para cumprir esta ambiciosa agenda, é agora mais importante do que nunca libertar o potencial das cidades para acelerar o desenvolvimento sustentável glocal e envolver todos nesse processo.
 
O projeto People & Planet: a common destiny apoia esta iniciativa porque acredita na mobilização dos jovens cidadãos e das autoridades glocais para a construção de um mundo melhor.
 
O People &Planet é um projeto pan-europeu de mobilização de jovens cidadãos e autoridades glocais no combate às Alterações Climáticas. É financiado pela União Europeia através do Programa DEAR, com cofinanciamento do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., envolvendo 17 organizações (autoridades locais e OSC) de 8 Estados-membros da UE e Cabo Verde. Em Portugal, o projeto conta com o apoio do Camões I.P. e é implementado pela Câmara Municipal de Loures (que lidera formalmente o consórcio europeu), o IMVF, a Rede Intermunicipal de Cooperação para o Desenvolvimento (RICD) e a FUEL.
 
Partilhar  Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter Partilhar no LinkedIn